Filmes para treinar o inglês

Não é surpresa para ninguém que você só aprende uma língua quando entra em contato com ela. Também não é surpresa que uma das melhores formas de fazer isso é assistindo filmes e séries. Se você me segue no Letterboxd, você sabe que eu passo uma boa parte do meu tempo assistindo os mais diversos filmes e por isso, uma vez por semana eu vou escolher um tema indicado por vocês aqui nos comentários e escolher 3 filmes para vocês treinarem o inglês durante o final de semana.

Essa semana o tema é na verdade uma atriz; Lily Collins. Apesar de ter nascido em Guildford, na Inglaterra, Lily se mudou para Los Angeles ainda pequena. Isso faz com que a pronuncia de suas personagens, sejam elas americanas ou inglesas, sejam estremamente aguçadas e ao mesmo tempo limpas para quem ta aprendendo o inglês.

To-The-Bone-poster-600x890
O mínimo para viver (2017)

O primeiro da lista é o original da Netflix O mínimo para viver. O filme conta a história de Ellen, que sofre com o transtorno da anorexia nervosa, tem uma linguagem divertida ao mesmo tempo que tras aspectos importantes. No filme, também conseguimos observar claramente a diferença do inglês britânico para o inglês americano o que é ótimo para quem tá tentando se acostumar com os dois.

Dificuldade: bubble4 red

 
CcfgY2RW0AA1vhl

Simplesmente Acontece (2014)
Para quem gosta de romance, Simplesmente Acontece, é uma ótima pedida para o final de semana. O filme tem uma pronuncia bem limpa do sotaque do sul da Inglaterra e um leve humor inglês. Como acredito que muita gente já tenha visto esse filme, recomendo até mesmo para iniciantes que já estão familiarizados com a história.

Dificuldade: bubble2 red

 

stuck-in-love-movie-poster_a-G-9832025-0
Ligados Pelo Amor (2012)
O último dessa lista, é mais um romance: Ligados Pelo Amor. O filme que tem uma história bem gostosinha que certeza seria um filme de sessão da tarde se não fossem algumas cenas impróprias pro horario. Não tem uma cena que o dialogo não seja bem claro, e por ser interamente americano, é um pouco mais fácil para quem ainda tá começando a aprender o inglês agora.

Dificuldade: bubble1 red

 

Todos os filmes estão disponiveis no Netflix Brasil.

Não deixe de deixar aqui nos comentários qual o próximo tema que quer ver por aqui.

Love,
Julie

Anúncios

Oi de novo

Há alguns anos atrás eu tomei a maior decisão da minha vida. Guiada por música, livros e filmes, eu decidi, aos 16 anos, que iria morar no Reino Unido. Aos 17, sem falar uma frase completa, fui para Cambridge estudar inglês. Aos 18, desci para Londres. Aos 19, fui aceita na Universidade de Kingston para o tal do Foundation degree em psicologia e comunicação. Aos 20, passei no IELTS com uma nota maior do que a maioria dos nativos que fazem o exame. Aos 21, fui aceita na 4º melhor faculdade de artes do mundo.

A couple of years ago, I’ve made the biggest decision of my life. Guided by music, books and films, I’ve decided, at 16 years old, that I would live in the UK. At 17, without speaking a complete sentence, I went to Cambridge to study English. At 18, I’ve gone down to London. At 19, I was accepted at Kingston University to do that what so-called Foundation degree in psychology and communication. At 20, I’ve got a higher score than native speakers do on IELTS. At 21, I was accepted at the 4th top art university in the world.

post1.png

Sete anos se passaram desde a primeira vez que pisei no Reino Unido. E apesar de não saber como isso aconteceu tão rápido, eu não posso deixar de dizer que foram anos incrivelmentes importantes para eu pudesse me tornar quem eu sou hoje. No meio do caminho, eu me encontrei escrevendo em um blog chamado ‘Carioca de Londres’, no qual eu tentava compartilhar um pouco dessa aventura com vocês e ajudar pessoas que tinham o mesmo sonho de vir morar no Reino Unido. Mas aí, a vida aconteceu e meio que me impediu de continuar escrevendo e gravando os videos na frequência que realmente pudesse fazer a diferença.

Bom, oito anos depois, eu finalmente terminei a faculdade com o que aqui eles chama de ‘first honours’ e conseguir essa posição na maior universidade de artes da Europa, não foi uma tarefa tão fácil. Para conseguir isso, foram meses morando dentro da biblioteca e eu acabei abrindo mão de uma alta parcela da minha vida, mas agora, estou decida a voltar a encontrar aquela Julie de sete anos atrás, cheia de energia para conhecer o mundo.

Seven years have passed since the first time I’ve been in the UK. Although I have no idea how it went so fast, I have to say it was incredibly important to make who I am. In the meantime, I found myself writing a blog called ‘Carioca de Londres’, on which I tried to share a little bit of that adventure with you and help people whose dream was also to live in the UK. But then life kind of happened and I stopped writing and recording videos in a frequency that would actually make a difference.

Eight years later, I’ve finally finished university with what they call ‘first honours’ and getting a position like that in the biggest art university in Europe, was the opposite of easy. To do that, I’ve lived at the library and ended up forgetting a huge part of my life, but now, I’ve decided that I am gonna find that Julie that arrived in the UK seven years ago, full of energy to conquer the world.

 

Escrever é uma boa parte de quem eu sou e digamos que minhas habilidades de escrever em português estão bastante fracas depois de 2 anos apenas escrevendo redações em inglês – sem nem um post de blog para exercitar – mas eu acho que eu preciso compartilhar essa etapa da minha vida com aqueles que, por 5 anos, me acompanharam no Carioca de Londres.

Faz um mês que voltei para o Brasil, e devo assumir que estou bem assustada pois não sei o que vai acontecer daqui pra frente. Não vou negar que eu sempre soube que uma hora eu precisaria voltar, deixei coisas pendentes que não tinham como ser resolvidas do lado de lá.

Oito anos se passaram desde que tomei a decisão de morar na Inglaterra, desde que, eu transformei um sonho de infância em meta de vida. No meio do caminho, eu me perdi desse sonho, eu esqueci quem eu sou e quem eu sempre quis ser.

A minha decisão de voltar ao Brasil, envolvem diversas coisas que talvez você nunca vai saber ou até mesmo entender. Mas uma coisa é certa, daqui pra frente, eu só quero me reecontrar e assim, quem sabe, voltar a sonhar.

Bem vindo mais uma vez, ao mundo de Juliana.

Writing is a huge part of who I am, and let me say that my abilities to write in Portuguese are quite weak, after 2 years only writing essays – without blog posts to exercise it – but I feel I need to share this new stage of my life with those that, for 5 years, followed me around with Carioca de Londres.

It has been a month since I got back to Brazil, and I have to say that I am pretty scared as I don’t know what is gonna happen from now on. I am not gonna deny I never knew I would have to get back at some point, I’ve left on hold things that I shouldn’t have, as I cannot fix it from there.

Eight years have passed since I’ve made the decision to live in the UK since I’ve transformed a dream into a life goal. In the way, I’ve got lost from this dream and forgot who I am and who I’ve always wanted to be.

My decision to come back to Brazil, include a thousand of things that maybe you will never know or even understand. Yet, one thing is right, from now on, I want to re-find myself and maybe, dream. 

Once again, welcome to Juliana’s world. 

Love,
Julie